sexta-feira, 27 de julho de 2012

NUNCA DESISTA.

Seguia eu a trajetória de minha vida, em passos lentos em direção a algo que sabia que me esperava, mesmo que não soubesse o que fosse! Algo que de alguma forma pudesse preencher o vazio que se aprofundava em meu ser.
Busquei respostas para tentar descobrir que vazio era esse, que tanta melancolia me trazia. Com uma pá, cavei no intimo dessa dor arraigada, no centro nervoso de minha alma.
Buscava um milagre! Uma luz para minha escuridão! Um ponto de apoio para superar algo que eu não entendia. Que eu não aceitava como meu! Em minha jornada rumo a essa descoberta passei por um vale de rosas, onde me feri por inúmeras vezes com espinhos que machucavam a carne. Conclui que por mais bonito que esse vale de rosas fosse, jamais passaria por ele sem sair com cicatrizes que levaria comigo, por muito tempo! Placas me orientavam a prosseguir, e a não desistir de chegar além das montanhas.
Atravessei um rio de lagrimas cujo gosto era amargo como o fel. Lagrimas de dor, de arrependimento, e de frustração!
Encontrei uma estrada cheia de pedras afiadas e tão cortantes como uma navalha. Mas continuei sem exitar por um segundo que fosse! Já no pé da montanha com os pés em viva carne, e o corpo cortado, subia eu sem pressa! Com medo, mas ainda sentindo o vazio no peito a me perturbar.
O vento forte tentava me derrubar. O frio congelante aumentava a cada centímetro subido!
Muito cansado, e debilitado enfim cheguei ao cume.
Veio a mim uma vontade súbita de chorar, novamente a melancolia me dominava.
Sem forças ajoelhei-me e me rendi ao pranto. Chorava compulsivamente, sentindo-me sozinho e sem proteção.
Sem que eu esperasse uma mão tocou-me o ombro e virei-me para saber quem era. Vi-me de frente a um homem de feição angelical, e um sorriso que irradiava luz!
Perguntei quem era ele e em meio a um sorriso ele me respondeu ser DEUS. Disse que por muitas vezes em meu caminho teve vontade de me pegar no colo e tirar-me daquele sofrimento, mas não o fez pois eu precisava encontra-lo sem sua ajuda. Disse que nosso encontro tinha de ser genuíno, verdadeiro, e de coração. Então ele pegou minhas mãos e me pôs de pé, abraçou-me envolvendo meu corpo em uma paz que nunca havia sentido antes. Passou as mãos em meu cabelo e disse que agora que eu havia o buscado, jamais estaria só novamente, que jamais sentiria aquele vazio desconcertante no peito, e que a partir daquele momento eu saberia o que realmente significa a palavra amor.


Nunca desista, nunca fraqueje... Tenha sempre uma fé decidida em seu coração! Saiba ouvir o seu Deus interior, e terá todas as respostas que tanto almeja ouvir! DEUS está em você! E você não precisa de uma ponte para falar com ele! Não precisa de terceiros interpretando o que ele diz! Basta ficar em silêncio, com os pensamentos nele, que ouvirá! Pois você não precisa gritar para que ele ti ouça! Basta apenas elevar seu coração aos céus e perceberá que DEUS vive e respira em você!    PENSE NISSO...                    
POR FRANCISCO MANIÇOBA.

3 comentários:

  1. Adorei o blog, super bacana já estou seguindo!
    Se gostar segue o meu também:
    http://dicasoportunas.blogspot.com.br/
    Face:
    https://www.facebook.com/pages/Dicas-Oportunas/343284612363000?ref=hl

    Beijoos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei o texto sensacional!!!! Muito bom!!!!

      Excluir
  2. Desistir
    nunca fez parte
    do meu leque de opções.

    ResponderExcluir